sábado, 31 de dezembro de 2011

Percursos

Um dia a Joana contava-me as lágrimas com que regara, durante anos, aquela separação.

Afirmava-se curada.

Dizia-me que, presentemente, na "sepultura" colocara flores, mas de plástico, daquelas que não precisam mais de ser regadas.


Bom ano de 2012, Joana.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

uma tarde na praia


Houve um tempo em que os pombos voavam na minha rua, pousavam na minha janela e emprestavam à rua uma beleza que ela não tinha. Hoje são muito menos e há quem os considere uma praga. A minha rua ficou mais pobre.

Na praia, num dia calmo de outono, as gaivotas conquistaram as areias e lutam pelos restos de mais um dia de pesca. São aos milhares. Temo que alguém, um dia, também lhes chame praga.

uma tarde na praia

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

estratégias de um gato


O gato, o barco e a água. Como passar a terra firme.O gato procura uma saída, tenta a corda e enfrenta o medo ...

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

o equilíbrio é instável, mas o gato avança...
nem sempre se pode ser bem sucedido! Recua!

estratégias de um gato


O gato vai começar de novo. A água sobe no barco e ele espreita outro ângulo, outra oportunidade.
não há dúvida, gato não gosta de água.
o barco afunda-se...e as oportunidades também.
vale a pena tentar o salto!

estratégias de um gato


do segundo barco para a plataforma foi fácil, desta para terra firme só há a distância de um novo e último salto.
sempre por pouco, a provar que não foi fácil.

O gato, a água e o barco. Uma metáfora sobre caminhos, oportunidades, medos, audácias, vencedores e vencidos....

be some one

be some one

be some one

sábado, 1 de outubro de 2011

domingo, 18 de setembro de 2011

Lisboa em festa





"... à janela, numa cabine, no mini mercado ou café, estas peças que falam de roubos, sustos, amores e humores..."


Lisboa em festa


"um programa para conhecer esta artéria nevrálgica da Mouraria ..."

Lisboa em festa





"...através do pretexto de encontrar o Teatro e a Dança que nela se escondem"





do programa da CML

sábado, 17 de setembro de 2011

Lisboa em festa


"Macondo é uma aldeia que aparece e desaparece. Um lugar levantado por um homem e uma mulher ao fugir do terror de uma superstição"...














Lisboa em festa





"Macondo é um estado de paixão, de guerra, de traição, de descobrimento, de milagre, de beleza, de crença, de solidão e de morte...."




Lisboa em festa







"...é uma roda que gira geração após geração, numa pequena humanidade duma história já escrita."

do programa da CML


segunda-feira, 22 de agosto de 2011

domingo, 21 de agosto de 2011

Encontro em S. Jacinto



Uma estalagem, uma noite serena, quase parada, num jardim virado à ria. ouve-se por largos momentos tocar o danúbio azul.

alguém dança na sala onde um casamento acontece.


e sem qualquer aviso, como quem acorda bruscamente, ao silêncio das águas e à suavidade daquela valsa, segue-se o Quim Barreiros que estremece o ar com o "cochicho da menina".


A festa continua e o casamento também.

Cuca



conheces a história da maria-dos-olhos-grandes e do zé-pimpão?
...
maria-dos-olhos-grandes tinha uns olhos grandes grandes que pareciam azeitonas...maria tinha um amigo chamava-se zé-pimpão...zé-pimpão era um miúdo de olhos piscos guedelhudo, zé-pimpão tinha nos olhos a cor do sol e do mar

...zé-pimpão levou maria a ver o mundo muito longe, zé-pimpão levou maria a ver os dois lados do mundo

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Cuca



maria-dos-olhos-grandes não podia acreditar que o mundo era assim...maria-dos-olhos-grandes julgava que o mundo-mundo era só o seu jardim

...foram-foram saltitando sobre as pedrinhas na lama vendo cortinas-jornais telhados de papelão e miudos reinadios amigos do zé-pimpão que nunca olharam o céu pois veêm o sol nos charcos pois veêm o sol no chão

...zé-pimpão levou maria ao outro lado do mundo...


(Canuto Jorge Glória)