sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Os meus anos


... lembro aquele pedido do Carlos quando entrava no meu carro "G... põe a canção do amor!".
Há muito tempo que não repete o pedido. Perguntei-lhe se não a queria ouvir de novo, ao que me respondeu:

- Não, já não gosto de canções de amor!
    porquê ? perguntei eu, assustada...
- Porque me fazem arrepios!, respondeu.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Outras festas



"Quando Frantiska não estava a ver, quando as sombras se alongavam ao fim da tarde, Sors esticava os lábios e via a sua sombra tocar a sombra de Frantiska.
Quando Frantiska encostava os lábios ao vidro para os embaciar e depois escrever o seu nome, Sors, depois dela sair, encostava os lábios  ao mesmo pedaço de vidro embaciado com o nome dela.Um dia o pai entrou na sala quando ele beijava a janela.
Quando Frantiska deixava um pedaço de comida, Sors trincava o bocado que estivera nos lábios de Frantiska. Mastigava beijos, dizia Sors. Engoliu inúmeros ao longo da vida."

Afonso Cruz, "O Pintor debaixo do lava loiças"

Festa Ganchera





Kantos da Terra


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O Amor



" O amor, dizia Sors, é uma casa sem telhado, pois quando olhamos para cima vemos o céu.
Era por isso que Sors se deitava tantas vezes no chão, a olhar para cima. O pai repreendia-o".

Afonso Cruz " O Pintor debaixo do lava loiças"